A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

músico-escritor de canções, nascido em 1975 na Praia da Barra, Portugal www.myspace.com/jorgecruzpoeira

segunda-feira, 10 de março de 2008

Caderno do Átomo (cap. II)

Sempre que julgarmos ter chegado a algum lado, sempre que pensarmos ter alcançado alguma coisa, sempre que nos sentirmos no topo da forma com a energia a fluir livremente tal como seria suposto, o melhor a fazer é abrigarmo-nos imediatamente. O que se segue pode não ser o fim do mundo mas é, concerteza, um empregado deste.
A todos os estados são devidos pelo menos 12 dias. Se os deixarmos vir, o 13º será a sua verdade.
A verdade de um estado passado é contemplável. A verdade de um estado futuro é previsível. A verdade de um estado presente é sempre inacessível.
A verdade de um ser não habita o consciente.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial